Sonho


O ano de 2020. A pandemia. Susto e incerteza. As perguntas surgiram: o que está acontecendo? Onde estou? Depois me perdi no barulho de informações, notícias, emoções. Não consegui encontrar meu caminho na nova e incerta realidade. Procurava um alívio. Comecei a escrever, como quando trazia meus poemas curtos para minha mãe em pedaços de papel amassados, quando era pequena.

Durante a pandemia, o sonho se tornou um esconderijo, um refúgio da incerteza do mundo cotidiano.

Sonho 

Cansada,
quero ir embora
para uma terra desconhecida. 

Perder-me
na loucura de um sonho. 

Envolver-me
Com o calor da esperança. 

Afogar-me
Na vastidão da fantasia. 

Não preocupar-me
Apenas
Sonhar 

+ posts

Em 2017, Aleksandra Węglarz formou-se na Escola de Música, em Bydgoszcz. Atualmente, cursa o terceiro ano da licenciatura no Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-Americanos da Universidade de Varsóvia e o segundo ano na Academia de Música, em Bydgoszcz. Em 2018, participou do projeto internacional "H20 Youth Exchange ERASMUS+" em Portugal. Além disso, em julho de 2019, fez um estágio na Câmara de Comércio Polónia-Portugal em Varsóvia. Aleksandra interessa-se por arte, música, teatro e literatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Top