Fantasia / Fantasía


Apesar dos esforços do número anterior, parece que a vida teimou em não recomeçar, mas a Ponto ¿? Signo, essa sim, não há dúvida que recomeçou. O número de relançamento, o n.º 27, publica 13 novos artigos de estudantes e professores do Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-americanos da Universidade de Varsóvia, quase todos eles de novos colaboradores. A Ponto ¿? Signo fez prova de vida e mostrou que um espaço para a escrita livre continua a ser procurado e valorizado por todos aqueles que aprendem uma língua estrangeira. Vamos em frente!

Ano novo, tema novo! Na verdade, preferia dizer “vida nova”, mas a pandemia ainda por cá anda. Pensámos inicialmente em escolher, como palavra-tema para o número 28, a palavra “Frustação”, porque é um sentimento que teima em não nos abandonar. Mas isso seria entregar as armas e não estamos para aí virados. Não nos vamos render. E foi por isso que propusemos, como palavra de mote, como forma de combate contra esta modorra que se quer instalar, o tema da “fantasia”. Antes de mais porque rima com “pandemia”, mas, principalmente, porque é urgente defender este espaço vital contra os ataques que o vírus e o confinamento lhe têm feito.

Esperamos que os textos publicados neste número sejam, para quem os escreveu e para quem os leu, um reavivar do ânimo e da energia vital que só a imaginação nos sabe dar. A capa ficou, uma vez mais, a cargo de Julian Konopelski.

Saudações de uma tenda plantada nas estrelas!

 | Website

Leitor de língua e cultura portuguesas do Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, no Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-americanos da Universidade de Varsóvia.
Malabarista de palavras e ideias, com uma panca por ficção interativa.

Top